Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

terça-feira, 1 de março de 2011



Quanta mudança alcança
O nosso ser 
Posso ser assim 
daqui a pouco não



Tempo de dá colo, tempo de decolar
Tempo de dá colo, tempo de decolar
O que há é o que é e o que será





Reciclar a palavra, o telhado e o porão...
Reinventar tantas outras notas musicais...
Escrever o pretexto, o prefácio e o refrão...
Ser essência... muito mais...
Ser essência... muito mais...
A porta aberta, o porto acaso, o caos, o cais...

Se lembrar de celebrar muito mais...

3 comentários:

Rodrigo Moraes disse...

"...Deviamos ter amado mais,
até chorado mais,
ter visto o Sol nascer."

Podemos nos reiventar, sem perder a essência.

Sucesso.
Abraço!

Flávio Catão. disse...

Ótima canção. Amanheci bem depois lembrar-me dela!!

Um beijo.

*Jéssica Marques* disse...

Perfeito!!
"Se lembrar de celebrar muito mais"
amei!