Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

quinta-feira, 19 de maio de 2011


"Comecei a enumerar nos dedos quem poderia sentir a minha falta: 

sobraram dedos..."

(Caio F. Abreu)

3 comentários:

Dri disse...

Nossa!
Preciso reblogar isto.

Deixa?

Reblogando.. confio no seu sim...rs

Beijo

Claire disse...

Verdade.As vezes conhecemos tantas pessoas,mas no fim do dia vemos as que realmente nos conhecem,as que nós podemos confiar e estas sao poucas.Saão poucas as pessoas que realmente sentem nossa falta.
Dé..exclui o face,mas se vc quiser depois te passo meu msn ou gtalk.Um grande beijo!!

♪ Sil disse...

Dé,

Isso do Caio é uma grande verdade.

As vezes somos rodeados de pessoas, mas na hora H (trizteza, momentos dificeis, perdas, crises, etc), a gente vê que todo mundo some.
Só fica quem é de verdade!

E são poucos!

Um beijoooo!