Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

domingo, 26 de junho de 2011


Eu gosto de andar pela rua, bater papo, de lua e de amigo engraçado.
Eu gosto do volume, do perfume, do ciúme, do desvelo e de abraço apertado.
Eu gosto de artistas diversos, de crianças de berço e do som do atchim. 
Tem gente, muita gente que eu gosto, que eu quase aposto que não gosta de mim.
Eu gosto de quem sempre acredita a violência é maldita e já foi longe demais. 
Eu gosto de inventar melodia, da palavra poesia e de palavra com til. 
Eu gosto é de beijo na boca, de cantora bem rouca e de morar no Brasil. 
Eu gosto assim de quem é eterno, de quem é moderno e de quem não quer ser. 
Eu gosto de varar madrugada, de quem conta piada e não consegue entender. 
Eu gosto de quem quer dar ajuda e acredita que muda o que não anda legal. 
Eu gosto é de ver coisa rara. A verdade na cara é do que gosto mais. 
Eu gosto porque assim vale a pena, a nossa vida é pequena e tá guardada em cristais. 

(Oswaldo Montenegro)

2 comentários:

Meire disse...

Dé, seus olhos são azuis, que lindoooos!! adoooro!! rsrs
Oswaldo Montenegro é master, lembrei de uma música que adoro dele, Intuição. :) vou até colocar pra ouvir aqui! rsrs

bjokitas e uma linda semana pra ti!

Bento Sales disse...

Dé, gostei desta música, pois mostra que no dia-a-dia há poesia.

Abraços!