Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

sábado, 11 de junho de 2011

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.


Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.




E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura... Enquanto durar"
(Cora Coralina)

3 comentários:

Dri disse...

Amo este poema da Cora Coralina.
Lindo post.

Beijos

Alê disse...

Belíssimo!

Thay Negrão disse...

"Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura... Enquanto durar"

O importante é aproveitar todo o momento como se fosse o último...
Muito lindo esse poema, não o conhecia.
Boa semana, beijos..!!