Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

quarta-feira, 29 de junho de 2011


"Quando eu saí de uma importante depressão, eu disse a mim mesma que o mundo no qual eu acreditava deveria existir em algum lugar do planeta. Nem se fosse apenas dentro de mim... Mesmo se ele não existisse em canto algum, se eu, pelo menos, pudesse construi-lo em mim, como um templo das coisas mais bonitas em que eu acredito, o mundo seria sim bonito e doce, o mundo seria cheio de amor, e eu nunca mais ficaria doente. E, nesse mundo, ninguém precisa trocar amor por coisa alguma porque ele brota sozinho entre os dedos da mão e se alimenta do respirar, do contemplar o céu, do fechar os olhos na ventania e abrir os braços antes da chuva. Nesse mundo, as pessoas nunca se abandonam. Elas nunca vão embora porque a gente não foi um bom menino. Ou porque a gente ficou com os braços tão fraquinhos que não consegue mais abraçar e estar perto. Mesmo quando o outro vai embora, a gente não vai. A gente fica e faz um jardim, qualquer coisa para ocupar o tempo, um banco de almofadas coloridas, e pede aos passarinhos não sujarem ali porque aquele é o banco do nosso amor, do nosso grande amigo. Para que ele saiba que, em qualquer tempo, em qualquer lugar, daqui a não sei quantos anos, ele pode simplesmente voltar, sem mais explicações, para olhar o céu de mãos dadas."
Rita Apoena

5 comentários:

Alê disse...

Rita é doce!

Ela escreve doce!

E deixa a gente um pouco mais doce,


Bjos Déh!

Camila Feitosa disse...

Rita Apoena Maravilhosa!

Oi linda, passando para agradecer as visitas e o carinho de sempre.
O meu são joão foi muito bom e espero que o seu também tenha sido :D
Tenho demorado mesmo a postar ultimamente mas vou tentar postar com mais frequência.

Um super beijo!

Meire disse...

Dé querida, acho que tenho um mundinho dentro de mim parecido, mas há dias que ele se perde de mim, quando alguém me decepciona ou me fere de alguma forma, aí fica difícil.
E algumas vezes o outro já foi embora mesmo bem antes de ir fisicamente longe de nós, só nós é que não tínhamos notado.
Profundo esse post da Rita Apoena!!! aff maria!!! rsrs

bjokitas guria fofa! ;)

Cris - CaFoFo online@ disse...

Esse mundo que acreditamos só deve e pode estar dentro da gente, ninguém sente a dor por nós né miguxa.

Gosto de saber que pra você as pessoas ainda se dao as maos, se acalentam, e que você tá aberta a regar as flores que surgirem em teu caminho também.

O Cris Style nao é meu blog antigo Dé, é o meu filial. Tinha aberto pra mandar os selos do CaFoFo pra lá, mas acabou mudando totalmente o contexto, com o tempo hehe Nele eu posto todo dia alguma coisinha, mas a "menina dos meus olhos" mesmo é o CaFoFo.

Olha, eu nao quero adotar você, até porque já é uma baita mulher, mas você pode ser minha irmazinha do core, se quiser :)

Ontem entrei aqui no fim do dia, mas tava com tanto sono que se deixasse algo escrito seria sei lá o quê rs

Boa quinta gauchinha linda!

C. disse...

Vim deixar um carinho pra você aqui

Beijinhossssssss