Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

sábado, 23 de julho de 2011


Crise.
Palavra que assusta.
Sempre que ouvimos “crise” pensamos em coisas negativas. É aquilo que não vai bem.
Crise financeira.
Namoro em crise.
Crise de asma.
É verdade. A crise realmente traz consigo uma carga de coisas ruins. Mas eu sempre a enxerguei como uma oportunidade. Porque pensando bem, existe algo pior do que estar no fundo do poço? Quando se chega lá só resta uma alternativa: sair dele. Quando não há mais nada que fazer só nos resta mudar. E esse é o poder da crise. Ela desacomoda, gera mudança. De foco, de pensamento, de ações, de sentimentos. A crise sempre faz com que a partir dela novas coisas surjam.

Crise no trabalho nos faz buscar novos rumos, voltar a pensar em sonhos já esquecidos, e ir em busca daquilo que nos fará mais feliz.
Crise na saúde nos faz buscar ajuda e dar mais valor à vida, que é presente tão lindo de Deus.
Crise no relacionamento, seja de amor ou de amizade, nos faz tomar novos caminhos. Aprender com as sensações ruins e não repeti-las. Faz olhar para si mesma com mais amor e cuidado.


A crise gera mudança, desacomodação. Na hora da dor nada é entendido, apenas sofrido. Brigamos com Deus por aquilo que acontece. O culpamos. Sem perceber que logo ali a estrada está se abrindo à nossa frente. E o pior de tudo é que quando começa a dar certo a gente nem lembra de agradecer pela crise que superou.



Para acabar com uma crise? Abrir-se.
Abrir o coração. Como disse o Caio: “Deixa entrar”. Deixar entrar o que a vida apresenta. Parar de valorizar o sofrimento e permitir que novas coisas ocupem espaços agora vazios. É difícil? É. Porém necessário. Falta de amor próprio é deixar a vida girar em torno de uma crise apenas por medo de sair dela.


[Débora Mattos]

15 comentários:

C. disse...

Poxa, maninha, que linda inspiracao essa!
Só o fato de termos a oportunidade de mais uma vez nos olharmos, e com mais e cuidado, já faz com que a crise de auto piedade, de masoquismo, de egoísmo, se reformule e desapareça.
Se o nosso grau de auto estima estiver baixo pra conseguir se aperceber da crise que possa nos arrastar, nada melhor que recorrer a bons pensamentos, fechando as lacunas pessimistas que às vezes sobram nele. Afinal, valorizar sofrimento tem que ser apenas do jeito proveitoso, e nao fazendo nosso amigo de todas as horas.

Que a gente possa sempre se desencasular das "crises", amém!

Um ótimo fim de semana pro cê, olhos azuis da cor do ceu.

Caixa disse...

A crise gera mudança, desacomodação.
Isso é uma verdade.
Meio copo é sempre mais confortavel do que copo vazio.
Mas a vida esvazia, pra vc poder se mexer.
Ótimo post.
Beijão menina.

placco araujo disse...

Falta de amor próprio é deixar a vida girar em torno de uma crise apenas por medo de sair dela.

Temos que tomar cuidado, para não nos apiedarmos de nós mesmos e nos "acostumarmos" com a crisell

Gostei de ti, menina.. virei mais vezes.. um beijo grande.

нєllєи Cαяoliиє disse...

Nossa,Dé!
Que palavras profundas...daquelas que tocam fundo a alma!
Nunca pensei na crise como uma oportunidade,interessante ;)
Um fim de semana cheio de luz pra ti,Querida!
Beijos

Vanessa Valença disse...

È realmente na crise que nós temos oportunidade de crescer, os momentos difíceis nos fazem adquirir experiência e é em meio a ela que buscamos forças para superá-las. Adorei o texto. Parabens. Vanessa (Blog Sensibilidades)

Vanessa Valença disse...

È realmente na crise que nós temos oportunidade de crescer, os momentos difíceis nos fazem adquirir experiência e é em meio a ela que buscamos forças para superá-las. Adorei o texto. Parabens. Vanessa (Blog Sensibilidades)

Alê disse...

Dé,

É isso mesmo: não encarar essa oportunidade de mudar, ou por medo de sair da acomodação é terrível,

Como VC disse, a crise pode ser uma oportunidade de abrir portas, muitas,


Bjos

♪ Sil disse...

Cada vez mais, a cada dia que passa, eu vejo maturidade, força, garra nas palavras dessa menina!

Acho que esse é um dos motivos que eu a amo tantoooooooooo!

Beijo filhota!

Severa Cabral(escritora) disse...

Seu texto é super interessante,muito criativo na leitura...
Bjsssssssssssssssssssss

Pelos caminhos da vida. disse...

Profundo seu texto.

Obrigada por ter me encontrado, será sempre um prazer te receber Pelos Caminhos da Vida, seja bem vinda Dé.

Domingo de luz pra vc.

beijooo.

C. disse...

Tem um selinho pra ti maninha, no Cris Style, tá?!


domingo de frio e chuva aqui, em pleno verao, aff!


bom domingo!!

Sirlara Wandenkolk disse...

Que ótimo post (:
Trouxe uma ótima reflexão, principalmente quando usou a palavra "desacomodação"... remeteu a um universo que só de longe parece "medonho"... rsrs
ótimo post mesmo ^^

Obg pela visita tbm =D

Beijo ;*

Claire disse...

Que lindo Dé.Devemos sempre nos impulsionar pra cima.Devemos agarrar com unhas e dentes nossa paz espiritual.Crises existem,mas nao devem permanecer por muito tempo.
Belo post,minha amiga.Beijos no core!

Paulo Henrique disse...

boa noiteee lindaaa
uowww sem comentarioss meu to pasmo aqui sem saber o que dizer bjusss

Sam. disse...

O propósito da vida é o amadurecimento da alma... e ninguém cresce na alegria, no remanso, na calmaria... é preciso agitação no mar da vida pra aprendermos dar as próprias braçada pra nossa sobrevivência. Faz parte!

Adorei o texto moreco!!
tu continua lindaaaa!!