Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

domingo, 31 de julho de 2011


Foto: Débora Mattos

Perguntaram à flor de onde vinha. 
"De uma semente de amor que não se acovardou"

(Ana Jácomo)

14 comentários:

Bento Sales disse...

Dé, se quisermos ter o amor como fruto, temos nós mesmos que plantarmos e colhermos.


Abraços!

QUIM disse...

O texto linda ..mas éssa foto me conquistou viu..amei..super beijo.

Rô... disse...

oi Dé,

lindo demais,
colhemos o que plantamos realmente,
por isso aqui se colhe belezas...

beijinhos

Thay Negrão disse...

Certeza... o amor só brota onde há coragem.Acho que preciso um pouco dessa coragem...!

Tenha uma linda semana! Beijos

AquilesMarchel disse...

coragem é agir com o coração!

lili Rebuá disse...

É uma coragem que não tem preço aos nosso olhos! Muito inteligente e poético!Parabéns!
Beijocas!!!

Carolzinha disse...

O problema é que às vezes a gente planta e ela peca! Mas tudo bem, a gente planta de novo... Auhahuahuaauhauhahuahua, esperando que ela nasça bonita!

Beijo, Dé!!

Dé Mattos disse...

Quim, a foto é minha viu!
Sou fotógrafa também! (Ou quase, ao menos estou trabalhando com isso agora! Haha)
Beeeijo

Kelly disse...

Dé, que foto mais perfeita.
Parabéns amiga ...amei!!
Bjos

C. disse...

Olha amiga, to boquiaberta com as fotos, fez bem em mostrá-las!

Alê disse...

Imagem linda!

E casou docemente com o texto da Ana,


Vamos ter coragem de amar mais?

Tentarei



Bjkas

MARILENE disse...

Que colocação feliz! A covardia, no amor, sempre nos deixa uma sensação de fracasso. E esse sentimento só vai se concretizar se deixarmos sua semente bem plantada.

Bjs.

Adriana Ochoa disse...

me encantarontus fotos de flores, soy fanática de tanta belleza, felicitaciones.
Adriana

♪ Sil disse...

A vida é tão rara, tão breve, tão linda, que seria inimaginável se acovardar.

A Ana é sábia!


Beijoooooooo!

Amo-te!