Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

terça-feira, 23 de agosto de 2011


                              Ninguém me garantiu felicidade,
                              Quando ao mundo cheguei
                              Nem vi a luz, chorei
                              Logo sofri na pele o primeiro corte
                              Mas me recuperei

                              Ensinamentos recebi por longo tempo
                              E até começar a andar
                              Muitas vezes caí,
                              Com lágrimas nos olhos
                              Tinha que me levantar
                              E voltar a caminhar


                            Assim, sem destino traçado,
                            Vim pela vida tropeçando,
                            Me reerguendo
                            E só um sentimento querendo,
                            Ser amada


                           Nos livros vi princesas e fadas
                           Na realidade a luta e a esperança,
                           Outras vezes caí
                           Outras vezes chorei,
                           E muitas outras vezes me cortei
                           Me vi com farpas, que tirei
                           Cobrindo as cicatrizes
                           Com as matizes que encontrei

                            Nem sempre havia pontes nos caminhos
                            Mas eram meus e os tinha que trilhar
                            Nas águas, calmas ou traiçoeiras,
                            Só uma atitude me aguardava, nadar

                            Dizer não choro mais? Tolice
                            Dizer não caio mais ? ilusão

                                   Enquanto vida tiver,
                                   Precisarei do aprendizado,
                                   Enquanto sonhos alimentar
                                   Precisarei de coragem para os buscar.
                                   Vivência, não é tudo saber
                                   Mas sabedoria, para isso entender


                                                                          ( Marilene)

Marilene é um encanto. Textos simplesmente maravilhosos!
Convido-os a conhecê-la!

4 comentários:

Valdicéia Mendonça disse...

Muito lindo!!!
Um encanto mesmo, vou visitar com certeza!!!
Beijokas!!!

AquilesMarchel disse...

lindo lindo
demais de verdade


estado de inspiração pleno


legal ter reproduzido

Alê disse...

Nosso amadurecimento: pelos atos e pelos fatos,

Nem sempre alegres, mas que nos fazem melhores


bjkas

C. disse...

De um aprendizado imenso esse texto!