Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

sábado, 13 de novembro de 2010

Cá estou então! Sabadãããão, solzãããão...
A semana encerra bem até, pro jeito de começou. Apesar dos pesares, meus artesanatos estão em dia e a vida como um todo também. Vi um bom filme, ri mto com uma boa amiga, e hoje esse sol gostoso ilumina até a alma.
Vim cumprir o prometido e postar algumas frases do meu livro amado: O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry.
Espero que gostem e se identifiquem em alguma(s) aí!


“Quando a gente anda sempre em frente, não pode ir muito longe”

“...pessoas grandes. Elas adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, as pessoas grandes jamais se interessam em saber como ele realmente é. Não perguntam nunca: ‘Qual é o som da sua voz? Quais os brinquedos que prefere? Será que ele coleciona borboletas?’ Mas perguntam: ‘Qual é sua idade? Quantos irmãos ele tem? Quanto pesa ? Quanto ganha seu pai?’ Somente assim é que ela julgam conhecê-lo. Se dizemos às pessoas grandes: ‘Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado...’, elas não conseguem, de modo algum, fazer uma idéia da casa. É preciso dizer-lhes: ‘Vi uma casa de seiscentos mil reais’. Então elas exclamam: ‘Que beleza’!”

“É triste esquecer um amigo. Nem todo mundo tem um amigo”

“Quando a gente está muito triste, gosta de admirar o pôr-do-sol”

"Se alguém ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhões de estrelas, isso basta para fazê-lo feliz quando as contempla."

"Não soube compreender coisa alguma! Devia tê-la julgado pelos atos, não pelas palavras. Ela exalava perfume e me alegrava... Não podia jamais tê-la abandonado. Devia ter percebido sua ternura por trás daquelas tolas mentiras. As flores são tão contraditórias! Mas eu era jovem demais para saber amá-la”

“É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas”

“É preciso exigir de cada um o que cada um pode dar. A autoridade se baseia na razão”

“ – Onde estão os homens? – tornou a perguntar o principezinho. - A gente se sente um pouco só no deserto.
 - Entre os homens a gente também se sente só – disse a serpente”

“Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposas igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...”

“Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música.”

“ A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos.”

“Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz”.

“Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”

“ Foi o tempo que perdeste com tua rosa que a fez tão importante”

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”

“As estrelas são belas por causa de uma flor que não se pode ver”

“A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar”


Nenhum comentário: