Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

quarta-feira, 13 de julho de 2011




"Oi, tudo bem, eu só queria te falar que alguns comportamentos me assustam.
Outros me ferem. 
E não acho legal a gente ferir de propósito quem ama. 
Acho feio, acho chato, acho ruim. 
Você não tem motivo para me deixar preocupada ou incomodada.
 Você não tem motivo para descontar em mim coisas que não vão bem."

(Clarissa Corrêa)

11 comentários:

AquilesMarchel disse...

as vezes sinto que pessoas que me machucaram tem um certo prazer em estar no poder
em me ver dependente...

Caixa disse...

Quem ama não machuca.
Pode ter certeza.
Boa dia Dé.

Rosane - Mãe da Princesinha Anne Caroline disse...

Acho q o machucar depende muito do ponto de vista... o q pra mim dói ñ necessariamente esteja sendo provocado pela outra pessoa. Existem pessoas q sentem muito...outras nem tanto. E aí existem as verdadeiras diferenças do ser! O negócio é deletar! Pq se penso sinto, então não pense tão profundamente nas coisas. Ah não ser q realmente se queira mudanças!

Meire disse...

Dé, sempre achamos conhecer bem uma pessoa aí ela vem e nos dá uma facada na alma. Muitas vezes as pessoas têm coisas mal resolvidas na vida delas e ficam vendo ou inventando problema onde não tem, daí descontam em nós. Mas cada um sabe o que fez ou deixou de fazer de certo ou errado, cada um fica com a consciência que quis ter!

Adorei o post, arrasou guria!

bjokitas ;)

C. disse...

Vou com a opinião da Rosane também, maninha. O que pra uns doi demais, pra outros doi de menos. Vale lembrar também que quase todas as vezes as pessoas olham para seus próprios umbigos apenas, sem tentar sentir a dor alheia, só pensando que foram "machucadas", e que a outra nao. This is life!
Adoro chapeus como esse da foto!

Alê disse...

E infelizmente, essas escorregadas, machucam tanto,

Déh, beijos

Sam. disse...

Déinha, lindezaaaaaa!!
tô sem pc essa semana... precisei formatar, tô me espremendo pra visitar os blogs aqui no trampo e o seu é um dos que não podia deixar de vir...
tô adorando ver que vc tá se dedicando mais ao bloguito, sem aquele desanimo que me comentou no orkut... assim posso ler esses trechos lindos que vc traz pra cá... :)

xuxuzinho, assim que voltar meu pc, vou excluir meu orkut e fazer um facebook. Quero muito ter vc pertinho por lá tbm...

Um beijo, lindezinha!

C. disse...

Ebaaa, a Sam-zinha via ter Face também!!!!!!!!!!!!!!!!!!

C. disse...

* vai

*Jéssica Marques* disse...

E quantas vezes isso nos acontece não é mesmo?
Fazem parte desta vida, as decepções e também a mania de depositar no outro a responsabilidade de nossa pr´pria felicidade!
Mas para cada decepção, um aprendizado!
beijão linda!

Maíra disse...

Este texto de Clarissa é incrível, me senti como se eu tivesse falando para alguém e outras partes como se alguém tivesse falando para mim.