Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

quinta-feira, 14 de julho de 2011


"Uma pessoa, quando tá longe, vive coisas que não te comunica, e tu, aqui, vive coisas que não a comunica. Então, vocês vão se distanciando e, quando vocês se encontrarem, vocês vão se falar assim: oi, tudo bom e tal, como é que vão as coisas? E aí ele vai te falar, por cima, de tudo que ele viveu, e, não sei, vai ser uma proximidade distante. Não adianta, no momento que as pessoas se afastam, elas estão irremediavelmente perdidas uma da outra."

(Caio Fernando Abreu)

5 comentários:

Emanuelle Klyss disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Emanuelle Klyss disse...

"Não adianta, no momento que as pessoas se afastam, elas estão irremediavelmente perdidas uma da outra."

A mais pura verdade néee? Ameei teu blog também queriiida. Seguindo já viu,os dois. Beijooos ;**

Meire disse...

Dé, concordo plenamente com o Caio, quando as pessoas se afastam, as coisas não serão as mesmas. Como disse uma amiga muito querida: "Quando o cristal espatifa no chão, pode tentar colar que não será a mesma coisa." Por isso que quando gosto quero as pessoas que amo por perto. Gosto de contar de mim e de ouvir as novidades da pessoa. Tenho um monte de amigos sinceros que moram longe, mas sempre nos falamos, santo telefone e santa internet! rsrs

bjokitas guria! ;)

por Carolzinha disse...

Esse Caio, não sei, viuu! Parece que sabe de TUDO da vida! Perfeitoo!!

Menina, ando é sumida daqui! Mas hoje passei e li tudo o que não tinha lido aqui ainda! rsrs Lindo, como sempre.

Amanhã passo no de CAIO! Tô corrida!
Beijooo!

C. disse...

Dé, nem sempre proximidade física é a afetiva...