Quem sou eu

Minha foto
"Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto: meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue" (Um sopro de vida - Clarice Lispector)

quarta-feira, 17 de agosto de 2011



“No começo da vida, quando somos criancinhas, precisamos dos outros para viver, certo? 
E no fim da vida, quando chegamos ao estado que cheguei, precisamos dos outros para viver, certo?
A voz dele reduziu-se a um murmúrio: 
- Mas o segredo é que, entre a infância e o fim, também precisamos dos outros”

[Mitch Albom, em A última Grande Lição]

4 comentários:

Rô... disse...

oi Dé,

não somos nada nem ninguém
sozinhos,
precisamos sempre uns dos outros,
e assim se constroem os laços...

beijinhos

Cláudia disse...

Precisamos sempre dos outros para existir, independente da fase da vida que atravessamos.
Beijo e bom dia.
Clau

Alê disse...

LINDA IMAGEM!!!


E sim, sem os demais, somos nada,


Bjkas

C. disse...

Nao tem intervalo que nos bastamos, né, maninha, sempre estamos precisando uns dos outros.

Andei com uma dor de cabeça nos últimos dois dias, acho por conta do calor e do sol que fez por aqui, pode? auhauah

beijos no teu core